domingo

Updated

Dos links fecundos


Hilda Hilst - Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura - Foto por Adriana Paiva
Casa das Rosas : 'Altar' à Hilda Hilst
Foto: Arquivo - Adriana Paiva


Correria enlouquecida e um simpático convite, enfim, não me pôde fazer presente, ontem à tarde, aos Desconcertos da Paulista (evento organizado pelo escritor Claudinei Vieira, na Casa das Rosas) .
Daí penso que para menção aos bons (vasta acepção) tarde demais é tempo que não existe .
E uma deixa conduz a outra, a outra, a La O(u)tra .
Viver e fazer links . É também motivada por esse mister de Maria Alzira que me ponho a escrever este post .
Ocorre-me, ao ler ali e acolá essas palavras, o dom que alguns têm de fazer o que os encontros fortuitos não puderam . Vislumbrar elos, fazer a ponte, unir . Condão tanto de juntar (em termos amorosos) pessoas que não se achariam de outra forma, quanto de ajudar a dar corpo àqueles projetos que não viriam à luz, não fosse por esse esforço de colocar no mesmo barco os co-laboradores certos .
E porque uma deixa leva a outra (a outra, a outra ...), arremato este meu post com excertos do relato de um encontro de Maria Alzira Brum Lemos com Hilda Hilst :

" (...) 2 . Em 1997, o Eder Chiodetto me convidou para acompanhá-lo numa visita a Hilda Hilst, a quem ia entrevistar e fotografar para o seu livro O lugar do escritor. Passamos um dia na chácara de Hilda, a "Casa do Sol", em Campinas, onde ela vivia com mais de 50 cães. A escritora emborcou seguidas taças de vinho de Porto e falou de velhice e da isquemia, dos críticos que a chamaram de “velha pervertida” e da Prefeitura a quem devia décadas de IPTU, do seu pai, da sua juventude, de anjos. Disse que nunca morreria, que seria levada pelos Ets, já estava tudo combinado com eles, que a visitavam na chácara. Mostrou-nos um velho jornal espírita no qual uma desbotada ilustração representava uma espécie de paraíso sideral: "logo vou estar lá." Mas todos os assuntos eram pautados, atravessados e definidos por sua entrega radical à criação: "Eu me fechei nesta casa aos 33 anos para criar uma obra literária”, repetia. Eu tinha lido pouca coisa da Hilda e na despedida ela me deu exemplares de suas obras autografados e dedicados: À Alzira, Amor. Da Hilda 1997. Não a tinha visto antes, não voltei a vê-la depois, mas ela me legou a coisa mais valiosa que tinha.

3. Na parede da sala da autora de A Balada de Alzira havia um relógio com os ponteiros quebrados no qual se lia "É mais tarde do que supões". Hilda contou que tinha sido presente de uma amiga que o achara no lixo. O Eder fotografou o relógio e no final de 2006 me deu uma cópia da foto. Coloquei-a na minha sala, perto do computador. Seus ponteiros destrambelhados falam de um perfume que nunca mais, de uma carícia no vazio, da ânsia da criação, de alguma coisa afobada e urgente, disto que irremediavelmente somos: tempo ."

(Íntegra do texto aqui)

* * *

Maria Alzira Brum Lemos é (entre outras) jornalista, doutora em Comunicação e Semiótica e editora da Garamond. Seu livro solo : "O Doutor e o Jagunço: Ciência, cultura e mestiçagem em Os Sertões" (Ed. Arte&Ciência).

* * *

Ainda interseções

Mais uma para incluir nessa categoria de acontecimentos que nomeio "das surpreendentes interseções humanas". Há algumas semanas, o Edilson Pantoja, depois de uma escala no Periplus, foi encontrar-me lá no Orkut . E o que o trouxe aqui ? Ambos fomos alunos em História da Filosofia da professora Ângela Maroja, na Universidade Federal do Pará (UFPA) . Detalhe : entre essas nossas experiências acadêmicas há um hiato de quase dez anos .

Faltou contar : Pouco depois, soube, por mesmo, que Edilson já fazia parte do círculo de contatos de Maria Alzira, que, por sua vez, fazia parte do meu .

* * *

Leia também : "Bendita Aldeota"







Marcadores: , , , , , , , , ,


Impressões em áudio


Voice Thread - Fotos de Adriana Paiva

Voice Thread : Imagens que falam


É claro que eu não me furtaria a experimentar esse brinquedinho .
O "Voice Thread" é um site de compartilhamento de imagens com o interessante diferencial de permitir comentários em áudio .
Com esse recurso, além de ser possível substituir uma legenda digitada por uma descrição gravada , pode-se opinar, em alto e bom som, sobre as fotos postadas por outros autores -- desde que, autorizado você esteja para tal.
As imagens podem ser publicadas a partir do disco rígido ou diretamente do Flickr .

O site foi criado pelos americanos Ben Papell e Steve Muth com a proposta de, mais do que compartilhar imagens, permitir que as pessoas contem histórias sobre elas .


São Paulo em recortes



Flickr São Paulo - Fotos de Adriana Paiva


Resolvi manter meus "Recortes da Paulicéia" lá no Flickr mesmo .
Dias atrás, criei um "set" contendo algumas incursões gastronômicas comentadas . Poucas até agora, porque não é sempre que encontro ensejo para tirar minha cyber-shot da bolsa (ainda que mui discreta ela seja) e sair fazendo fotos .
O "São Paulo Ilustrada" não é o meu Flickr principal, mas é o que mais me diverte .

Normalmente, faço essas fotos em circunstâncias que distam léguas de ser as ideais (e a proposta é mesmo essa) : andando na rua, depois de uma entrevista, antes de uma sessão de cinema, na garupa de uma moto, no footing dos finais de semana, no meio de uma exposição , dentro de um táxi, entre uma e outra reunião de negócios,

Parte da diversão vem daí : da ausência de planejamento . Nessa brincadeira, misturam-se o ímpeto de registrar o que naquele momento me tange e o descompromisso com resultados estéticos tais e quais.
Colecionadora contumaz , enquadro a cidade , recorto-a segundo meu desejo, depois escolho as figurinhas e colo-as nesse álbum .

Se mote há, ele segue sendo : "A jornalista carioca , sua cyber-shot (quase invisível) e toda uma Paulicéia por (re)descobrir" .


* * *

Quase uma década depois de aqui me instalar e esta cidade ainda me corta o fôlego .





Marcadores: , , , , , ,

segunda-feira


Equilíbrio distante

Foto por Eduardo Costa




Marcadores: , , ,

sábado


Até amanhã

Iconografia paulista


Almeida Jr. - Foto por Adriana Paiva - Pinacoteca
No alto à esq., "Caipira Picando Fumo" (Almeida Jr. - 1893) :
Tela faz parte do acervo permanente da Pinacoteca .
Foto: Arquivo Adriana Paiva


A mostra "Almeida Júnior - Um Criador de Imaginários", panorama com mais de cem obras do pintor paulista (1850-1899) - com curadoria de Maria Cecília de França Lourenço e curadoria-adjunta de Ana Paula Nascimento - , fica até amanhã (dom., 15), na Pinacoteca do Estado .



Endereço: Pça. da Luz, 2 - Bom Retiro
Horário: 10h às 18h
Ingresso: R$ 4 (hoje, sábado, a entrada é franca)
Fone: 3229 9844






Marcadores: , , , ,

segunda-feira

Update : Hoje, sexta-feira (13/04), às 18h, será celebrada uma missa em homenagem à Eliane Stoducto, na Igreja dos Apóstolos ( R. Barão de Ipanema - Copacabana ) .

. . . .


Para Li


À carioca, poeta, letrista, ser humano generoso, delicado, raríssimo, Eliane (Li) Stoducto, que partiu ontem, minha homenagem por meio de seu mais escancarado amor :
O Rio de Janeiro .




Em imagens & música

Clique para ver a imagem ampliada - Vista aérea do Rio de Janeiro - Fotos por Adriana Paiva

Clique para ver a imagem ampliada - Praia de Copacabana





* * *

Helô Lima também a homenageia em seu blog . Estão lá links para páginas contendo escritos, imagens e outras criações de Eliane Stoducto .






Marcadores: , ,

quarta-feira


MÍDIA

Jornalistas e a pauta da sustentabilidade





A Rede Ethos de Jornalistas , organização da qual faço parte, está de site novo -- com linha editorial e layout totalmente reformulados.
O acesso às discussões sobre sustentabilidade no mundo e no âmbito do próprio Instituto Ethos ficou bastante facilitado .

O site traz nesta sexta edição entrevistas com Luís Nassif (diretor da Agência Dinheiro Vivo), sobre sustentabilidade na pauta econômica e com Roseli Tardelli , (da Agência de Notícias da Aids) , que apresenta dados sobre o sexto "Objetivo de Desenvolvimento do Milênio" (ODM) -- combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças .
Na seção de artigos sobre sustentabilidade , a contribuição deste número é de Hélio Mattar , diretor-presidente do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente


+ CURTAS


Bites será agência e também revista

A Bites, publicação eletrônica da W3 Editora, especializada em tecnologia , vai passar por um baita upgrade . No final do mês de abril, começa a funcionar como agência de notícias com conteúdo também sobre negócios . Nesse mesmo período, chega às bancas sua revista mensal .


"Nunca fomos tão criativos"

Foto de divulgação

O destaque do site Jornalirismo desta semana é uma entrevista exclusiva com o editor da área de digital da Taschen , o carioca Julius Wiedemann (33) .
Entre outros assuntos, ele fala sobre formação em design, a experiência de morar no Japão e como caiu nas graças de Benedikt Taschen (dono da editora alemã) .


Jornalismo colaborativo

A partir de hoje, o Topix, site de notícias americano, será inteiramente editado por um grupo de leitores voluntários escolhido mediante inscrições online .É essa equipe que agora está encarregada de selecionar e publicar as notícias que chegam ao site, que tem sede em Palo Alto (Califórnia).


Jornalistas & Blogs

Está no ar, desde o dia 29, o blog da jornalista Marcia Peltier .
Ela escreve no 'post' inaugural:

"Como meu primeiro dia de “blogueira”, devo confessar que estou sentindo um misto de alegria e suspense, quase infantil, em saber que vou poder compartilhar meus pensamentos – mesmo aqueles mais inexplicáveis - com esse mundão da internet."



Marcadores: , , , ,

segunda-feira


Blogosfera


Sorry. Não dá pra não ler .

'Mercia Montenegro' - Uma sátira por Dennis D.


(UPDATE - Aqui, pode-se entender algo sobre a situação que suscitou a paródia ) .





Marcadores: , , ,


Rio 92 - Arquivo / Adriana Paiva




Uma outra blogosfera


Suponho que alguns de meus leitores não tenham compreendido o 'post' abaixo . Asseguro que lá estão todos os links para quem julgar que deve fazê-lo .

O texto versa sobre situação que muitos, certamente, não viveram - dirijo-me, agora, a quem começou a ler este blog (e passou a linká-lo) de 2004 para cá e àqueles que bem recentemente criaram seus blogs .

Criei o Periplus em 2002 . Na época em que a "voga Blogger" chegava com tudo por aqui .

Esse texto resvala, ainda, numa tendência incômoda (e bastante freqüente por estas bandas) : a tendência à formação de grupelhos . No caso aludido, grupelhos formados por indivíduos, que não tendo alcançado êxito em outras esferas, passam o tempo a lamber os egos uns dos outros, via-blogs, enrobustecendo, assim, a ilusão sobre seus próprios méritos .

Esse 'post' fará sentido, é certo, para quem viveu e para quem decidiu não mais fazer parte disso .

Exulto com o fato de que, de lá para cá, os blogs tenham-se tornado mais do que diários voltados a egotrips nanicas. Que bom que já não são apenas os frustrados e ressentidos, os que não conseguiram tornar-se escritores e ou jornalistas - sequer críticos profissionais -, a usarem os blogs para se expressar . Que bom que os veículos de comunicação, ainda que tardiamente, também tenham aderido aos diários virtuais .

Deixamos para trás a vila interiorana em que ia-se transformando a blogosfera brasileira naqueles primeiros anos de modismo .
Ampliamos, de forma impressionante, as possibilidades de intercâmbio .

Dito isso, sigamos em frente .




Marcadores: , , , ,