quinta-feira

" Esperando pra ver "



O "Filme B" publicou esta semana relação das produções cinematográficas que tiveram seu lançamento comercial adiado em função das eleições. A lista inclui 23 filmes. Entre eles: "Separações" (Domingos Oliveira - 10/01/2003) , "Deus é Brasileiro" ( Cacá Diegues - 24/01) , "Tempestade Cerebral" ( Hugo Carvana - 07/03 ) , "Carandiru" ( Hector Babenco - 11/04) e "O Homem que Copiava" ( Jorge Furtado - 30/05).
"Gaijin 2", longa-metragem da diretora Tizuka Yamasaki -- em fase de finalização --, tem estréia prevista para março de 2003.

. . . . .

Mais "Gaijin 2", aqui: Verve Comunicação: www.verveweb.com.br/cinema

. . . . .

Conforme lembrado há pouco na lista de discussão "Cinemabrazil", estas são as principais propostas dos candidatos à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e José Serra (PSDB-PMDB), para a área cultural :

Luiz Inácio Lula da Silva :

" Nosso governo adotará políticas públicas de valorização da cultura nacional, em sua diversidade regional, como elemento de resgate da identidade do País. Ao mesmo tempo, abrir-se-á para as culturas do mundo. A política do nosso governo estimulará a socialização dos bens culturais e contribuirá para a livre expressão de todas as manifestações no campo da cultura. A inclusão cultural não é apenas conseqüência da inclusão social, mas contribui para o pleno acesso à cidadania e a uma existência
econômica e socialmente digna. Para realizar esses objetivos será necessário encontrar novos mecanismos de financiamento da cultura e de suas políticas, que não podem continuar, como hoje, exclusivamente submetidos ao mercado. Impõem-se aumentos substantivos das dotações orçamentárias para a cultura e a criação de fundos que permitam uma distribuição mais justa de recursos para a produção cultural. Ao mesmo tempo, será necessária uma consistente reforma do Ministério da Cultura,
descentralizando suas iniciativas pelo conjunto das regiões do Brasil e estabelecendo as bases para que todas as cidades brasileiras venham a ter os seus próprios equipamentos culturais. Ao lado das iniciativas no campo da Cultura, estarão também as orientadas para o desenvolvimento dos Esportes".


José Serra :

" O aperfeiçoamento das leis de incentivo, como a lei Rouanet, deverá corrigir sua concentração regional e reforçar sua destinação a projetos de qualidade que, por suas características inovadoras, ou por estarem voltados para públicos de menor poder aquisitivo, não possam depender inteiramente das forças do mercado. Os incentivos devem ser escalonados segundo critérios que levem em conta o montante do imposto de renda devido pelo patrocinador e o alcance social do projeto.
- Consolidar o papel da recém-criada Ancine - Agência Nacional do Cinema no fomento a uma verdadeira indústria cinematográfica brasileira, capaz de ocupar uma fatia mais significativa do mercado nacional de exibição.
- Ampliar as linhas de financiamento à indústria cultural, em conjunto com o BNDES e Banco do Brasil.
- Incluir a indústria cultural, especialmente a música, o cinema e a televisão, no esforço de exportação brasileiro, aproveitando seu extraordinário potencial como fonte direta de renda e divisas e como vetor para a projeção cultural e comercial do país no exterior.
- Qualificar mão-de-obra, especialmente de jovens, para o mercado de trabalho cultural, apoiando a formação de gestores culturais e de técnicos como iluminadores, sonoplastas, cenógrafos, encadernadores, restauradores, guias de museus e monumentos ".





Marcadores: , , ,

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial