quinta-feira

Momento Palíndromo 2


Fotografaram ? Brindaram ?


Nós, aqui, brindamos, oramos, mas não fotografamos :-))


Ontem, fiquei sem o principal PC de trabalho, praticamente o dia inteiro.

Resolvi desinstalar o Morpheus e acabei corrompendo uma série de arquivos. Não conseguia mais abrir nenhuma pasta do Windows. E como é neste computador q estão meus principais acessórios/periféricos (scanner de negativos, gravad. de CD, cable modem, etc.) , passei o Tri-palíndromo ouvindo música com os amigos e assessorando o técnico no conserto do computador.

Quando me dei conta, já havia passado das 20:02. Contudo, não deixaria esvair-se assim o ensejo para celebração. Inspirada em um mote singelo, mas poderoso, lido recentemente num blog do bem, falei : "Pessoas, já pontificava uma fada da WEB com sabedoria : "Gente quer gente ! ".

O técnico pensou que eu tivesse surtado :-))) Brindamos , oramos e rimos , para além dos 60s em que os relógios acusavam 20:02.

:-)))


. . . . .



"Tergiverso , depois explico"


Circularidade e suas deletérias consequências


Por Adriana Paiva


Li no InternETC os comentários deixados acerca da função/importância dos blogs. Também indago-me sobre o que, a essa altura, os teria suscitado :-) Faria apartes a várias das colocações, entretanto, conheço bem o destino reservado às controvérsias do gênero : Bifurcam, ramificam-se um pouco mais e ... vão para o limbo.

Outro resultado -- quase sempre, indefectível --, desse tipo de discussão é um certo desgaste com os demais "debatedores" :-) Algo que, por uma questão de política de "webvizinhança", se deve evitar (ainda que à custa de alguma tergiversação no próprio blog :-)

Penso que não se trata, como arriscou alguém, de repercutir fatos "positivos" ou "negativos". Trata-se, antes, de tentar utilizar este espaço para gerar e aprofundar discussões. Papel que as listas de discussão -- muitas delas conduzidas como feudos -- vinham-se provando ineptas para cumprir.

A meu ver, essas listas pouco propiciam, além de debates superficiais, polêmicas pulverizadas, diálogos truncados .
Afirmo isso, baseada na experiência de participar (ativamente ou como lurker :-) de grupos de discussão na rede, desde 98. Poucas vezes vi questões nascidas no âmbito desses grupos extrapolarem os limites do "papo de galera" ou do blá-blá-blá inócuo entre fulaninhos desse ou daquele métier.

Os blogs -- refiro-me aos mantidos por brasileiros -- , infelizmente , começam a reproduzir os mesmos vícios.


. . . . .




Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial