domingo

" Por Mea Copa, Mea Maxima Copa " ( Elisa Lucinda ) :

Vence, Brasil
porque nos falta comunhão,
comungação, espelho de pátria, determinação.
Falta mãe,
Falta pai.
É estado de orfandade geral.
Goleia, que meu peito
arde ao ver o avental
verde-amarelo-azul e branco
da Idolatrada.
Só porque você joga
há uma hora em que tudo roga.
Cada gol
é um peito,
uma bênção,
um beijo de mãe no antigo machucado.
Cada beijo é um recado
deixado ao filho que não foge à luta
porque é filho que labuta.
A vitória agora é ninho, carinho,
uma demarcação.
É a criação de um destino
pela noção de Nação.

( O Semelhante - Editora Pallas 1996 / 2 ª edição ) .
_ _ _ _ _ _ _ _ _

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial