sábado

Anunciação


( Clarice Lispector )


Tenho em casa uma pintura do italiano Savelli -- depois compreendi muito bem quando soube que ele fora convidado para fazer vitrais no Vaticano.

Por mais que olhe o quadro, não me canso dele. Pelo contrário,ele me renova. Nele, Maria está sentada perto de uma janela e vê-se pelo volume de seu ventre que está grávida . O arcanjo , de pé ao seu lado, olha-a . E ela, como se mal suportasse o que lhe fora anunciado como destino seu e destino para a huimanidade futura através dela, Maria aperta a garganta com a mão, em surpresa e angústia .

O anjo, que veio pela janela, é quase humano : só suas longas asas é que lembram que ele pode se transladar sem ser pelos pés. As asas são muito humanas : carnudas, e o seu rosto é o rosto de um homem.

É a mais bela e cruciante verdade do mundo.

Cada ser humano recebe a anunciação : e , grávido de alma , leva a mão à garganta em susto e angústia . Como se houvesse para cada um , em algum momento da vida, a anunciação de que há uma missão a cumprir .

A missão não é leve : cada homem é responsável pelo mundo inteiro .

. . . . .

(A Descoberta do Mundo - Crônicas . 21 de dezembro de 1968 . Pág. 163 . 4 ª Edição . Rio de Janeiro, 1994 . Ed. Francisco Alves) .



Marcadores: , , ,

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial